Sábado, 20 de Julho de 2024
(75) 99168-0053
Brasil Meio Ambiente

Mato Grosso do Sul decreta situação de emergência devido aos incêndios no Pantanal

Área queimada já supera 627 mil hectares

24/06/2024 17h24
Por: Heber Araujo Fonte: G1 Bahia
Reprodução redes sociais
Reprodução redes sociais

O governo de Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência devido aos incêndios que atingem o Pantanal. O decreto, publicado no Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira (24), aplica-se às cidades afetadas pelo fogo, embora não especifique quais são os municípios. Até este domingo (23), a área queimada no Pantanal já somava 627 mil hectares, sendo 480 mil em Mato Grosso do Sul e 148 mil em Mato Grosso, conforme dados da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).  

Os números apresentados na pesquisa superam os registros de 2020, que foi o ano de maior devastação no bioma. No domingo, um vídeo mostrando uma "muralha de fogo" do outro lado da margem do rio, durante uma festa de São João em Corumbá, chamou a atenção nas redes sociais.

O decreto de emergência visa proporcionar uma atuação mais rápida e eficiente do poder público nos municípios de Mato Grosso do Sul afetados pelos incêndios. A medida permite que os municípios afetados peçam sua inclusão no decreto de emergência. Segundo informações do g1, cidades como Corumbá, Ladário, Porto Murtinho e Rio Verde serão incluídas na lista de municípios beneficiados pela medida emergencial. 

Com validade de 180 dias, o decreto autoriza a mobilização de todos os órgãos estaduais sob a coordenação da Defesa Civil. As ações incluem resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução das áreas afetadas. Essa mobilização é crucial para enfrentar a situação crítica e minimizar os impactos dos incêndios no Pantanal, preservando tanto o meio ambiente quanto a segurança das populações locais. 

 

Fonte G1

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.