Quarta, 20 de Outubro de 2021
(75) 99168-0053
Anúncio
Bahia Racismo

Racismo:Baiana baixa as calças para mostrar que não tinha levado calcinhas da loja

Após ser acusada de furto por funcionários das Lojas Americanas no Shopping da Bahia

12/10/2021 07h18 Atualizada há 1 semana
Por: Ana Meire Fonte: Conectado News
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Após ser acusada de furto por funcionários das Lojas Americanas no Shopping da Bahia, em Salvador, no último sábado (9), uma mulher não identificada alegou estar sendo vítima de racismo e baixou as calças em público para demonstrar que não havia levado calcinhas do estabelecimento sem pagar.

Um vídeo vazado das câmeras de segurança do local apontam para o momento em que ela estaria colocando vestimentas da loja, na sessão de lingeries, por baixo de sua blusa. Em outra gravação, que também circula nas redes sociais, a mesma mulher aparece revoltada com a abordagem ao deixar o estabelecimento.

Ela grita com os seguranças e, depois de mostrar o que havia em sua bolsa, chega a abaixar a calça mais de uma vez para tentar demonstrar que não está com materiais da loja.

Procurada, as Lojas Americanas afirmaram que repudiam veementemente qualquer tipo de preconceito e discriminação. "A companhia está apurando o ocorrido e se encontra à disposição das autoridades para apuração dos fatos”.

O Shopping da Bahia, também por meio de nota, informou que "não teve qualquer participação na abordagem e que não foi envolvido pelo lojista na ocorrência." "O shopping repudia qualquer tipo de discriminação e acompanha o desdobramento do caso", conclui.

No vídeo, a mulher afirmou que iria à delegacia registrar o caso. A Polícia Civil foi procurada, mas afirmou que precisaria do nome da mulher para apurar uma possível queixa.

 

Foto Correio

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.