Sábado, 20 de Julho de 2024
(75) 99168-0053
Feira de Santana Habitação

"Sem interferência política", afirma Colbert sobre critérios de escolha do Minha Casa Minha Vida, ao autorizar realização das obras

Serão construídas nesta etapa, 400 imóveis

05/07/2024 14h21 Atualizada há 1 semana
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Marcelo Fernandes
Marcelo Fernandes

Reportagem: Onildo Rodrigues e Hely Beltrão

Foi assinado pelo prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), na manhã desta sexta (5), a ordem de serviço para a construção de 400 imóveis do Minha Casa MInha Vida, programa de habitação do governo federal. Em entrevista ao Conectado News, Colbert afirmou que serão construídas nesta fase, 400 habitações, sendo a Sertenge, a construtora responsável pela obra. Ainda segundo o prefeito, a visita do presidente Lula ao município acelerou os trâmites necessários ao início das obras.

"Esse é o ritmo que precisamos ter para o desenvolvimento de Feira de Santana, estamos assinando hoje os contratos do Minha Casa Minha Vida, quem assina os contratos é a Prefeitura de Feira, fazemos isso com absoluta tranquilidade e respeito porque entendemos que é nosso dever, por tanto, essa parceria da Caixa Econômica, governo federal, municipal e da empresa Sertenge, é algo que fazemos comumente. Não há afastamento por causa de partido, muito pelo contrário, não tem partido nenhum, o nosso partido é o povo, se as pessoas precisam de casas, estamos aqui para fazer, nesta sexta (5) inauguramos uma casa de parto no Conjunto Feira VII, segunda (8) teremos novas informações importantes teremos ideia da extensão do que queremos trabalhar com as mulheres, que em nosso governo tem toda a preferência, não só pela Secretaria que temos, mas também de nossas ações". 

O prefeito chamou as pessoas que o vaiaram durante discurso realziado durante evento do governo federal no município de baderneiros.

"De fato com a vinda do presidente isso andou de forma muito mais rápida e eficaz, sobre o ocorrido, onde um grupo de baderneiros resolveu fazer ofensa, não impede que o povo de Feira seja atendido, tenho como objetivo atender o povo da minha terra, não importa o que aconteceu, aliás, o presidente mostrou exatamente qual é o caminho que deve ser seguido, o da democracia, aquele ato foi extremamente anti democrático, hoje, mostramos como a democracia funciona, o presidente não precisa estar aqui, mas eu estou, e como responsável que sou e tem o interesse no crescimento de Feira de Santana, estou fazendo tudo que é meu dever fazer".

Feira de Santana é a primeira cidade do estado da Bahia  a assinar o contrato do programa

"Estamos na frente em muitas coisas, infelizmente até na violência, mas, entendo que esse passo dado hoje é extremamente necessário para que Feira de Santana cresça. Toda vez que vem alguém fazer algo importante para a minha terra, estarei do lado, algumas pessoas não gostam disso, um monte de gente procurando ofender, mas ofensa, não chega até mim, porque meu povo está acima daquele tipo de pessoas que não tem nada a falar, mas tenho que prestar contas na hora que as coisas acontecerem para eles". 

Segundo Colbert, o modelo proposto no contrato atual é melhor que o anterior, que estipula algumas obrigações da Prefeitura.

"Mudou aquele conceito antigo, agora é um nível de melhor qualidade, são residenciais que não tem um nível de violência mais elevado pela forma que estão sendo conduzidos, a forma como os novos serão construídos já mostra uma condição a partir dessa empresa para termos uma convivência bem diferente. Tudo isso está regulamentado no novo contrato, se é escola, creche, tem que ter distância, drenagem, teremos que fazer, é um compromisso, por isso demorou um pouco, por conta de questões orçamentárias, a questão do transporte já planejada, as distâncias que são percorridas, posto de saúde, tudo isso está sendo planejado para não termos uma unidade desta isolada".

Sobre a Sertenge, empresa contratada para as obras

"Tudo isso pode ser visto na qualidade que a empresa está trazendo, já mudou o conceito, na próxima semana teremos também uma empresa muito boa, o importante é que tenhamos o entendimento que até na seleção devemos ter esses cuidados, para evitar o que temos hoje, 2 mil unidades vazias, pessoas expulsas pelo tráfico, fiz essa proposta diretamente ao presidente da república e abriremos hoje mais 2 mil vagas de Minha Casa Minha Vida em Feira de Santana, por tanto, é importante que isso seja adequadamente tratado, casa depende de todas essas questões inclusive segurança pública".

Sem interferência política, disse prefeito sobre critérios de escolha para o Minha Casa MInha Vida.

"Existe um critério com relação ao Cadúnico, mulheres solteiras com filhos, pessoas com deficiência, as pessoas devem se inscrever e a Prefeitura de Feira de Santana fará a seleção das pessoas com critérios absolutamente abertos e claros para que possam ser acompanhados de forma transparente, o que queremos é que seja feito da melhor forma possível, sem nenhuma interferência política", concluiu.

 

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
José Carlos da Silva Há 2 semanas Feira de Santana/BaNenhuma novidade, os critérios são os mesmos. Só espero que não seja como no caso do Secretário de Saúde, que Colbert disse que faria melhor escolha, escolhendo um médico Marcelo Brito e deu no que todos sabem, Polícia Federal e dois Secretários indiciados.
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.