Terça, 25 de Junho de 2024
(75) 99168-0053
Feira de Santana Honraria

"Sou um feirense de coração e agora com documento", diz PGJ Pedro Maia ao receber o título de Cidadão Feirense

Na quinta (6)

07/06/2024 09h08 Atualizada há 2 semanas
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Marcelo Fernandes
Marcelo Fernandes

O procurador Geral de Justiça Pedro Maia, recebeu na manhã da quinta (6), da Câmara Municipal de Vereadores de Feira de Santana o título de cidadão feirense, uma das maiores honrarias concedidas pelo Legislativo feirense. Também esteve presente na cerimônia, a procuradora de justiça Elna Leite Ávila Rosa.

Ao Conectado News, Pedro Maia disse que a concessão da honraria só aumenta a sua responsabilidade em servir e citou a importância do trabalho realziado em Feira de Santana para a sua carreira no Ministério Público da Bahia (MPBA).

"É um dia muito especial para mim, sempre trouxe Feira de Santana no meu coração, trabalhei e morei no município por dois anos como promotor de justiça e essa honraria que a Câmara de Vereadores me concedeu, me tornando feirense agora de batismo, com documento é uma honra muito grande pertencer a essa comunidade e aumenta bastante minha responsabilidade em servir, um dia muito especial porque coincide com a instalação da Procuradoria Geral de Justiça em Feira de Santana no projeto Procuradoria Geral de Justiça Itinerante, Feira de Santana na quinta (6) e na sexta (7), se tornará a sede do Ministério Público, onde faremos diversos eventos de lançamento de campanha do MPBA, de projetos atendendo as autoridades, a população e dialogando sobre o Ministério Público em Feira de Santana e na Bahia".

Serviços prestados

"Foi pouco tempo, saí de Feira de Santana para atuar no GAECO (Grupo de Ações Especiais ao Combate às Organizações Criminosas) lotado em Salvador), trabalhei em Feira de Santana nas promotorias criminais, enfrentamento ao tráfico de entorpecentes, no júri de Feira de Santana, trabalho que me marcou profundamente, divido minha carreira no Ministério Público em antes e depois de Feira de Santana, entrei na comunidade, me inseri, passei a admirar, me integrar e participar de forma bastante ativa, sou um feirense de coração e agora com documento".

Mais sobre o MPBA

"O Ministério Público da Bahia está presente nos 417 municípios, temos uma equipe em cada unidade, promotores de Justiça lotados nas comarcas do estado, Feira de Santana é a localidade no interior com o maior número de promotores e servidores lotados e atuamos em todas as áreas, na tutela coletiva dos direitos da criança e adolescente, saúde, educação, meio ambiente, direito do consumidor, direitos humanos no sentido mais amplo, área criminal, segurança pública, na área de fundações, eleitoral, cível, temos o disk 127, é o nosso artigo da constituição e um número para o cidadão falar com o MPBA ou se dirigir para uma das sedes. A Procuradoria Geral de Justiça vem para Feira de Santana para dar visibilidade a esse trabalho, reforçando e dando visibilidade a presença e atuação da instituição, atuação marcante no enfrentamento a criminalidade, atuação na defesa dos direitos da população vulnerável, nesta semana tivemos uma situação de uma abrigo, uma atuação que teve uma grande repercussão, o Ministério Público presente através do promotor Audo Rodrigues e da coordenadora de saúde Dra. Rocio Garcia Matos, atuando em defesa da população e sempre será assim, existe um trabalho silencioso que acontece nas unidades do Ministério Público e esse trabalho que aparece mais, o objetivo desse projeto é justamente mostrar o que o órgão faz e facilitar o acesso do cidadão ao MPBA, muitas vezes o cidadão está com problema e não sabe como resolver, o Ministério Público é o destinatário constitucional daquela atividade e deve agir e o cidadão pode sempre nos procurar". 

Foto

Foto

Foto

Foto

Procuradora de Justiça Elna Leite Ávila Rosa

A procuradora de Justiça Elna Leite Ávila Rosa ressaltou a importância das ações realizadas pelo MPBA.

“Como todos sabem, o Ministério Público é uma instituição voltada para os direitos da humanidade, o MPBA não pode ficar somente na sede, a Bahia tem muitos municípios e Feira de Santana é a porta de entrada para todos, os feirenses estavam precisando disto, é a casa do povo que chega com mais veemência para abraçar esta população que é muito cara para a instituição. Existe uma demanda reprimida de serviço não só em Feira de Santana, mas no Brasil inteiro, a população precisa ser assistida, as demandas são muitas, carência em relação à saúde, educação, saneamento, e estamos a disposição para ajudar qualquer um que bata a porta do Ministério Público". 

Reportagem: Onildo Rodrigues e Marcelo Fernandes

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.