Domingo, 14 de Agosto de 2022
(75) 99168-0053
Artigo Feira de Santana

Porque será que pagamos mais caro?

Por Luiz Santos

05/08/2022 05h33 Atualizada há 1 semana
Por: Ana Meire Fonte: Conectado News
Foto Luiz Santos
Foto Luiz Santos

Feira de Santana é uma cidade “agraciada” com grandes redes de postos de combustíveis, de duas ou três distribuidoras desses produtos. A Princesa do Sertão fica a menos de 100 quilômetros da Refinaria Landulpho Alves que está localizada na Rodovia BA 523, KM 4, Mataripe em São Francisco do Conde, estado da Bahia. Com todos esses requisitos, deveríamos ter uma gasolina mais barata, o que não acontece. 

Internautas enviaram ao Conectado News, fotos comprovando que cidades da Bahia como Bom Jesus da Lapa e Seabra, que estão a aproximados 700 quilômetros daquela Refinaria e a cerca de 600 quilômetros de Feira de Santana, sem nenhuma distribuidora ou grandes redes de postos de combustíveis, conseguem vender gasolina ao custo final de r$ 5,38 e 5.08, respectivamente, enquanto na Princesa o consumidor está pagando preço de r$ 5.85 por litro, em média.

Alguém consegue explicar o porquê dessa diferença de preços? Será porque vivemos na segunda maior cidade da Bahia e por isso somos mais ricos podemos pagar mais caro? Ou será que são os impostos municipais que incidem sobre o seguimento combustível que justificam essa diferença de preços? Qual a explicação dos proprietários de postos de combustíveis para o consumidor feirense?

Por fim, apesar das vantagens de proximidade de Feira de Santana com a Refinaria em questão, das condições da rodovia, das distribuidoras e das redes de postos você não acha que deveríamos pagar mais barato pela gasolina?

 

Por Luiz Santos Radialista e Jornalista 

 

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.