Domingo, 26 de Maio de 2024
(75) 99168-0053
Esportes Vitória

Vitória é derrotado pelo Vasco em São Januário

Em confronto direto para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro

12/05/2024 20h54
Por: Ana Meire Fonte: Conectado News
Crédito: Victor Ferreira/E.C. Vitória
Crédito: Victor Ferreira/E.C. Vitória


Em confronto direto para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Vitória foi derrotado por 2 a 0 pelo Vasco em São Januário na noite deste domingo (12). O Rubro-Negro até segurou os cariocas na primeira etapa, mas voltou em marcha lenta para o segundo tempo e tomou dois gols em 10 minutos.
O resultado amplia uma sequência amarga para o Vitória que, somando Brasileirão e Copa do Brasil, acumula quatro derrotas seguidas. Os tentos do Vasco foram anotados pelo zagueiro Maicon e pelo centroavante Vegetti. Depois dos gols, o jogo ficou mais aberto, mas o Leão da Barra só conseguiu diminuir com Iury Castilho.
Com o placar, o Vitória desceu mais uma posição na tabela pelo saldo de gols e agora é o 19° colocado no Brasileirão. Já o Vasco, pode respirar mais aliviado fora da degola, ocupando agora a 13° posição do campeonato.
Na sequência do Brasileirão, o Vitória vai tentar se recuperar contra o Atlético Goianiense no Barradão no próximo sábado (18). O Vasco, por sua vez, vai encarar um clássico contra o Flamengo no Maracanã também no sábado, às 21h.
O jogo
O Vitória começou o jogo seguindo a mesma proposta das partidas anteriores, com Léo Condé montando o time para jogar esperando as investidas do Vasco e minimizar as chances de gol do adversário.
Aos 9 minutos de jogo, porém, o time carioca teve a sua primeira oportunidade. Em boa jogada pela direita, Rossi cruzou para Vegetti, que dividiu com a zaga do Vitória. Na sobra, David ficou livre para finalizar forte no canto esquerdo de Lucas Arcanjo, mas Reynaldo se pôs à frente da meta e evitou o gol.
Tanto Vitória como Vasco apostavam em jogadas de velocidade, mas pecavam nos passes decisivos. Só aos 29 minutos, o mesmo David recebeu pela esquerda do ataque do Vasco, venceu Willean Lepo no drible e finalizou forte de perna esquerda. A bola, porém, saiu sem direção e passou à direita do gol defendido por Lucas Arcanjo.
Aos 37 minutos, o Vitória deu o troco pela primeira vez. Janderson fez ótima jogada pela ponta direita, invadiu a área e serviu para Matheusinho. De perna direita, o meia finalizou por cima. O lance, inclusive, foi o último de perigo da primeira etapa. Na volta do intervalo, houve mudança no jogo, que ficou mais aberto com as duas equipes sendo mais incisivas nas jogadas de ataque.
Rubro-Negro tomou dois gols em dez minutos na volta do segundo tempo Crédito: Victor Ferreira/E.C. Vitória
O Vasco insistiu mais e foi recompensado aos 4 minutos do segundo tempo. Em cobrança de escanteio, Maicon superou Camutanga na subida e cabeceou cruzado pada abrir o placar no Rio de Janeiro. No percurso da bola para o gol, Vegetti ainda tentou desviar e não alcançou a bola, mas atrapalhou Lucas Arcanjo.
Seis minutos depois, o Vitória voltou a ser castigado pelo adversário. No campo de ataque, Payet teve liberdade para lançar Vegetti na área. A bola saiu na medida e o centroavante bateu de voleio, sem chances para Lucas Arcanjo. O segundo gol obrigou Léo Condé a arriscar, sacando Luan Santos para entrada de Iury Castilho na partida.
Só aos 27 minutos, ,porém, Iury Castilho teve uma oportunidade para diminuir o placar. A bola sobrou na pequena área para o atacante, que chutou forte de voleio, mas a bola explodiu no travessão. Aos 43 minutos, o Vitória conseguiu marcar. Zé Hugo fez boa jogada pelo lado direito e serviu Jean Mota, que chutou forte para Léo Jardim espalmar. No rebote, Iury Castilho empurrou para as redes sem goleiro. A reação, porém, parou por aí.

 

 

Fonte Correio

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.