Sábado, 25 de Maio de 2024
(75) 99168-0053
Política Micareta 2024

"Cada um seguindo seu caminho", diz João Roma sobre sua relação com ACM Neto

Micareta 2024

19/04/2024 09h47 Atualizada há 1 mês
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Olga Leiria / Ag. A Tarde
Olga Leiria / Ag. A Tarde

O ex ministro do governo Bolsonaro e presidente regional do (PL), João Roma (PL), esteve presente na cerimônia de entrega das chaves ao rei momo na Micareta de Feira 2024, na noite de quinta (18) no camarote da imprensa. Ao Conectado News, Roma explicou os motivos que levaram ao PL da Bahia a desistir da candidatura de Capitão Alden (PL) e apoiar Zé Ronaldo (UB).

Leia mais: "Um passo atrás para avançar", diz deputado José de Arimatéia após declarar apoio a José Ronaldo

Aos prantos e declarando amor por Feira de Santana Zé Ronaldo lança pré-candidatura a prefeito pela 5° vez

"O ex-presidente Bolsonaro (PL) e o presidente do partido, Valdemar da Costa Neto (PL), nos deram carta branca para tratar do futuro do partido na Bahia, onde foram claros ao dizer que não podíamos jogar com a vaidade. A decisão do deputado Capitão Alden que contava com o nosso respaldo para ser pré candidato em Feira de Santana, foi uma decisão muito madura, com a avaliação de que José Ronaldo dispõe da melhor condição eleitoral e política para disputar a prefeitura de Feira de Santana, e o que está em jogo não é apenas uma posição partidária, mas o futuro de milhares de pessoas da maior cidade do interior do Nordeste, referência para todos os baianos, que precisa ser muito bem cuidada, com uma pessoa muito experiente como Zé Ronaldo, mas, também, não permitir o avanço de políticas que estão levando a Bahia ao atraso, a forma do PT governar, que já ocupa a presidência do Brasil e o governo do Estado e tem se voltado para as maiores cidades da Bahia, por isso, precisamos agir de forma estratégica a fim de proteger a população e implementar políticas que possam melhorar a vida e dar oportunidades àqueles que mais precisam, não deixando o cidadão em situação de dependência".

Sobre sua relação com ACM Neto: "Cada um segue seu caminho"

"Naquele momento, tomei um caminho na política e ele outro, continuamos do mesmo jeito, eu falo pelo PL, ele pelo União Brasil, continuo seguindo Bolsonaro e ele a procura de um outro caminho de fazer política, cada um segue seu caminho", concluiu.

Reportagem: Hely Beltrão

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.