Domingo, 14 de Agosto de 2022
(75) 99168-0053
Dólar comercial R$ 5,08 0%
Euro R$ 5,21 0%
Peso Argentino R$ 0,04 -0.044%
Bitcoin R$ 131.821,14 +1.449%
Bovespa 112.764,26 pontos +2.78%
Economia Combustíveis

"A causa da diferença entre os preços é o livre mercado", explica presidente do SINDICOMBUSTIVEIS

Sexta (05)

05/08/2022 15h20 Atualizada há 1 semana
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

Um artigo publicado na manhã desta sexta-feira (05) aqui no Conectado News, deixou no ar a seguinte pergunta: Porque pagamos tão caro?, questionando porque Feira de Santana possui o combustível mais caro do que outras cidades que ficam mais distante da refinaria Landulpho Alves, em São Francisco do Conde, cidade localizada no recôncavo baiano, distante 67 km do município de Feira de Santana -BA.

Para responder a essa pergunta, o Conectado News entrevistou Walter Tannus, presidente do SINDICOMBUSTÍVEIS - Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia, afirmou que vivemos hoje uma realidade diferente e que espera maiores reduções nos valores dos combustíveis.

"Espero que a queda continue, é isso que a sociedade brasileira espera, principalmente a baiana, graças a Deus houve a redução dos tributos, destacando que houve uma redução por parte do governo federal, que zerou os tributos federais, o governo estadual limitou o tributo em 18%, estamos vivendo outro momento, por que antes a gasolina em alguns municípios do Estado da Bahia acima de R$ 8,00, hoje vivemos uma realidade totalmente diferente", disse.

CN - O que é preciso para que o preço atinja um patamar menor do que o atual? 

Walter Tannus - Cada mercado tem a sua realidade, mas numa visão geral de Estado e país, o barril de petróleo teve uma queda acentuada, abrindo na casa de US$102 e fechou em US$ 88, acredito que teremos boas novidades em relação ao preço da gasolina. Esperamos que em pouco tempo também o diesel comece a baixar, que está com o valor elevado, precisando de redução.

CN - Porque o combustível em Feira está mais caro do que outras cidades mais distantes da refinaria Landulpho Alves?

Walter Tannus - O imposto estadual é o mesmo, mas essa diferença de um mercado para outro faz parte, em alguns momentos lhe garanto que Feira vendeu o combustível mais barato, isso é o mercado, em algum momento, o revendedor resolve fazer uma promoção, o mercado oscila para baixo ou para cima, faz parte do mercado saudável, da liberdade de preço que todas a cadeias de comercialização possuem, preço abusivo, que extrapole a razoabilidade, você não vê em Feira e em nenhum município do estado da Bahia. Porém, em algum momento, a diferença de preços faz parte do mercado. 

CN - Há alguma interferência de impostos municipais no valor dos combustíveis?

Walter Tannus - Não há relação de diferença de preço de Feira de Santana para outro município porque o imposto é estadual, é um imposto só, não tem variação ou oscilação, às vezes a própria distribuidora, por exemplo a Petrobras, pode fazer uma promoção no mercado A ou B, para ganhar espaço, ser mais competitiva, fechou um bom contrato com o revendedor, ou seja, temos muitas variáveis que influenciam no preço, como também acontece em  Feira.

Em Feira, você tem um mercado aguerrido, de disputa bem acirrada, bastante competente, porém, acima de tudo um mercado saudável. O que é um mercado saudável? É  quando todos os tributos estão sendo pagos, o produto tem origem declarada, é isso que temos de olhar.

Confira a entrevista na íntegra em nosso podcast.

Reportagem:  Hely Beltrão

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.