Terça, 25 de Junho de 2024
(75) 99168-0053
Dólar comercial R$ 5,39 -0.011%
Euro R$ 5,79 -0.035%
Peso Argentino R$ 0,01 +0.571%
Bitcoin R$ 346.841,32 +1.604%
Bovespa 122.636,96 pontos +1.07%
Economia Gasolina

Combustível poderá aumentar na Bahia

Os brasileiros já podem preparar o bolso

10/06/2024 20h30
Por: Ana Meire Fonte: Conectado News
- Foto: Shirley Stolze | Ag A TARDE
- Foto: Shirley Stolze | Ag A TARDE


Os brasileiros já podem preparar o bolso ao chegar nos postos de combustíveis nos próximos dias. Isso porque, com a tramitação da Medida Provisória (MP) 1227/24, que limita as compensações de créditos de PIS e COFINS, proposta pelo Ministério da Fazenda, deve onerar o preço final dos combustíveis. Na sexta-feira, 7, a Acelen, que administra a refinaria de Mataripe, anunciou a redução de 4% no preço da gasolina.
O secretário executivo do Sindicombustíveis Bahia, Marcelo Travassos, comentou que, apesar alongamento do prazo para a compensação dos impostos, vai haver um custo financeiro para o empresário. Ainda segundo Travassos, as distribuidoras já emitiram um comunicado falando sobre o aumento nos preços, que na visão dele, pode ocorrer nesta terça-feira, 11, ou no próximo domingo, 16.
O presidente do Sindicombustíveis Bahia, Walter Tannus Freitas, também demonstrou preocupação com a vigência desta MP, que segundo ele, vai impactar diretamente a qualquer empresário. Freitas destacou ainda que essa MP vai impactar em diversos setores da economia a citar alimentos, transporte, o que ele caracterizou como um efeito em cadeia. "É péssimo para o empresário e para sociedade porque reduz o consumo e aumenta o desemprego. Vai haver, inclusive, um impacto no GNV e afetará os taxistas e motoristas por aplicativo. É um buraco negro", disparou.
Na visão de Walter, não houve um amplo debate sobre o tema e de repente o governo decidiu botar em vigência uma Medida Provisória que tem impacto direto para a sociedade.
Um cálculo feito pelo Instituto Brasileiro do Petróleo e Gás (IBP), aponta que a variação da gasolina seria entre 4% a 7%, o que representa R$ 0,20 a R$ 0,36 de incremento no preço, e a do diesel entre 1% a 4%, de R$ 0,10 a R$ 0,23 por litro. Segundo o IBP, deve haver um impacto de R$ 10 bilhões somente nas empresas de distribuição de combustíveis.
A distribuidora Ipiranga já emitiu um comunicado dizendo que o aumento nos preços já vai acontecer nesta terça-feira, 

 

 

Fonte A Tarde

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.