Terça, 25 de Junho de 2024
(75) 99168-0053
Feira de Santana Precatórios

Video :Prefeito Colbert crítica APLB e presidente da Câmara Municipal

Colbert Martins afirma que proposta está sendo boicotada pela Câmara Municipal e critica manifestantes contrários à medida

25/05/2024 17h10 Atualizada há 1 mês
Por: Heber Araujo
Video :Prefeito Colbert crítica APLB e presidente da Câmara Municipal

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), publicou um vídeo em suas redes sociais sobre a proposta de antecipação do pagamento dos precatórios. A proposta em questão foi enviada a câmara municipal no dia 20 de março e não foi lida o que Martins atribui a um boicote por parte da presidenta da Câmara Eremita Mota (PP), além disso, o prefeito também disse que os manifestantes contrários a antecipação estão pensando no bem próprio e não do coletivo.

No vídeo, Colbert Martins explicou que a proposta visa seguir o exemplo do estado, antecipando os pagamentos dos precatórios aos professores, estimados em R$ 315 milhões, com o acréscimo dos juros. Ele afirmou que essa medida seria benéfica para os professores e convidou toda a população, especialmente os educadores, a questionar a demora na análise do projeto.

O prefeito também enfatizou a importância da aprovação legislativa para a execução da antecipação dos precatórios, apelando para que os professores se envolvam ativamente na discussão. Ele destacou que a antecipação dos recursos é uma oportunidade para garantir que os docentes recebam seus pagamentos de maneira mais ágil e eficiente.

No entanto, representantes do sindicato dos professores manifestaram-se contrários à antecipação dos precatórios, realizando manifestações contra a medida. O sindicato argumenta que a antecipação pode não ser vantajosa para os professores, visto que os recursos que seriam destinados ao pagamento dos precatórios irão chegar nos próximos anos.  

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.