Domingo, 26 de Maio de 2024
(75) 99168-0053
Feira de Santana Moradores de Rua

"Está sendo acompanhada pela equipe de abordagem social", diz SEDESO sobre mulher que vive nos arredores do Joia da Princesa

Secretaria de Desenvolvimento Social

15/05/2024 13h36 Atualizada há 1 semana
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Onildo Rodrigues
Onildo Rodrigues

Chamou a atenção da nossa reportagem na manhã desta quarta (15), uma mulher que vive nos arredores do estádio Joia da Princesa, no bairro Jardim Cruzeiro em Feira de Santana, tendo como abrigo uma grande placa de madeira.

A mulher que se identificou pelo prenome de Unga, disse ao Conectado News que não tinha filhos, que tinha vindo de Salvador. Ao ser indagada se pretendia sair do local, ela disse que sim e reclamou dos maus tratos das pessoas que lhe puseram o apelidos. Unga fisse ainda que não pretendia ir para abrigos e encerrou a conversa dizendo: "Não gosto de muita pergunta e conversa é apenas uma vez e acabou". 

Em nota enviada ao Conectado News, a SEDESO (Secretaria de Desenvolvimento Social) afirmou que a mulher está sendo acompanhada por uma equipe e que esta rejeita os serviços oferecidos. A SEDESO disse ainda que tenta localizar a família da mulher.

Nota

Em relação à pessoa em situação de vulnerabilidade nas proximidades do Estádio Joia da Princesa, informamos que a mesma está sendo acompanhada pela equipe de abordagem social. Trata-se de uma pessoa supostamente com problemas mentais que, até o momento, recusa-se a sair do local e rejeita os serviços oferecidos. A equipe de assistência social está empenhada em localizar a família da referida pessoa, que, segundo relatos de transeuntes, reside no bairro Rua Nova. Temos realizado buscas ativas para encontrar a família através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). Contudo, até o presente momento, não obtivemos êxito na localização. Reforçamos nosso compromisso em continuar as tentativas de assistência e localização da família, a fim de garantir o apoio necessário e promover o bem-estar da pessoa em questão.

Reportagem: Hely Beltrão

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.