Terça, 25 de Junho de 2024
(75) 99168-0053
Esportes Karatê

Conheça o atleta que representará Feira de Santana no mundial de karatê em julho

Francisco Borges, 11 anos

05/05/2024 10h17 Atualizada há 2 meses
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Luiz Santos
Luiz Santos

Acontecerá entre os dias 26 a 28 de julho, em Tóquio, no Japão, o 6º Campeonato de Mundial de Karatê Shotokan. Cinco atletas de Feira de Santana foram convocados para participar da competição, entre eles, Francisco Borges de apenas 11 anos, que conta em entrevista ao Programa Levante a Voz, detalhes de sua carreira e a expectativa para a competição.

"Eu entrei no karatê em uma aula experimental há dois anos, gostei, fui ficando e cheguei hoje até aqui. Já participei da Copa Salvador, Copa Interna, Campeonato Baiano e Brasileiro, agora, estou a caminho do mundial, na categoria Infantil 2, conquistei cerca de dez medalhas.

O professor Mateus Malta dá mais detalhes sobre Francisco Borges.

"Comecei a dar aula ao atleta Francisco Borges há dois anos e desde que ele começou a arte marcial, já via muita predisposição dele, talento e dedicação, não é à toa que isso se concretizou ao longo do tempo, foi se destacando primeiro nas competições internas até chegar às competições a nível estadual, classificando para o Brasileiro e graças ao desempenho, não somente dele como de outros atletas do nosso dojô, se classificaram para o campeonato mundial que será realizado no Japão".

Segundo Mateus, a arte marcial pode ajudar na disciplina e no bom comportamento do ser humano

"Na verdade, as vezes quem é leigo e não conhece, não está dentro do mundo da arte marcial tem essa percepção, vou colocar meu filho numa luta e ele vai ficar mais agressivo, mas, é justamente ao contrário, a partir do momento que o atleta entra numa arte marcial e começa a entender a essência, principalmente do karatê, lá dentro não ensinamos somente a lutar, é toda uma filosofia que é passada de disciplina e respeito, principalmente para com os seus colegas, claro, a criança vai aprender a se defender numa situação que precisa, porém, é muito mais que isso e os atletas que fazem karatê, principalmente as crianças, são jovens mais respeitadores, tranquilos, porque sabem das habilidades que tem e que não precisam sair por aí procurando confusão porque não é isso que pregamos".

Número de atletas convocados

"Do clube Tigres e Dragões tivemos mais de 10 atletas convocados para o mundial, porém, boa parte deles infelizmente pela dificuldade dos recursos, já desistiram desse sonho, temos seis atletas com boa chance de ir para o Mundial, estamos correndo atrás, fazendo as nossas campanhas para poder realizar esse sonho. Temos o Francisco, João Guilherme, Rafael Santos, Júlia Borges, Artur do Nascimento.

Atletas dependem de auxílio financeiro para ir ao Mundial

"É do apoio mesmo porque já estão classificados, a questão é justamente financeira, porque temos vários atletas de potencial, a exemplo do Sensei Paulo Sérgio, presidente da Tigres e Dragões e sua família, mas também pela falta de recurso e apoio não está conseguindo ir, tecnicamente falando eles estão preparados, estamos treinando para isso, mas a questão financeira está pegando, tanto que estamos fazendo campanhas em nossas redes sociais, quem quiser apoiar é só seguir @tigresedragões, a nossa campanha rumo ao Japão, essa é a primeira batalha que estamos travando, já conseguimos as passagens, há  outros custos, como hospedagem, alimentação, taxas de inscrição para competição que são custosas, é do outro lado do mundo, são muitas despesas. Cerca de R$ 20 mil por atleta, pelo período de uma semana, contando com o período de viagem, praticamente dois dias para chegar lá, dá um total de mais ou menos 10 dias viajando".

Expectativa

"Temos boas expectativas, foram convocados atletas que se destacaram a nível estadual e nacional, não é a toa que estão na Seleção Brasileira, tenho plena certeza que desempenharão um bom papel, sempre disse a eles que colocação, e medalha é só um detalhe, quero que eles cheguem lá e dêem o seu melhor, tenho certeza que vão representar muito bem o nosso país independente da colocação,  mas eu sei que todos têm boas chances", concluiu.

Reportagem: Luiz Santos e Hely Beltrão

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.