Quinta, 25 de Abril de 2024
(75) 99168-0053
Política Líder do Governo

"As pessoas não podem me julgar por um ato impensado", diz vereador José Carneiro ao deixar o cargo de líder do governo

José Carneiro Rocha

02/04/2024 11h08 Atualizada há 3 semanas
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Luiz Santos
Luiz Santos

O líder do governo Colbert Martins (MDB) na Câmara Municipal, o vereador José Carneiro Rocha (MDB), anunciou na manhã desta terça (2) a entrega do cargo ao prefeito.

Em entrevista ao Conectado News, José Carneiro afirmou que a motivação foi o polêmico pedido de homenagem feito pelo vereador, ao guarda municipal do município de Araci, Mackeyb Oliveira da Silva, que matou a esposa e em seguida se suicidou no dia 21 de março.

"É de conhecimento de todos, que eu tive um momento infeliz, quando na Câmara Municipal pedi um minuto de silêncio para um cidadão que conheci há 40 anos, fui infeliz, porque não avaliei que este cidadão, meu amigo, cometeu um crime, assassinou a esposa e se suicidou. Não olhei o lado da razão, olhei com emoção e acabei pedindo uma homenagem a Mackeybe Oliveira. Pedi desculpas a sociedade, aos meus pares, perdão a família de Geisa e me retratei publicamente".

"Sair para não respingar no governo"

"De qualquer sorte, uma repercussão bastante negativa, tenho consciência que minha homenagem estava sendo feita não a pessoa que matou a mulher e se matou, mas a um amigo com quem convivi há quase 40 anos, desde o movimento estudantil. Houve uma reação negativa, eu, na condição de líder do governo, entreguei o cargo ao prefeito por questão de hombridade, para que ele possa escolher outro vereador e esse desgaste que estou sofrendo não respingue no governo".

Segundo José Carneiro, o prefeito avaliou a atitude como um ato de grandeza.

"O prefeito disse apenas que era um ato de grandeza e que iria avaliar, essa é uma decisão dele, fiz a minha parte, com ser humano e como homem, confesso que fiquei triste com a minha ação, mas todas as ações corretas foram tomadas, queria muito me redimir do erro, mas não sei como. A única forma é dizer, que sou um homem conhecido no município, tenho esposa, filhas, netas e milhares de amigas, que ninguém jamais levantaria a voz para dizer que defendo qualquer tipo de agressão, tenho conduta ilibada, sou uma pessoa respeitada nesta cidade e não há indícios de que defendo qualquer tipo de violência, tenho certeza, quem me conhece confia no que estou dizendo por que é a mais pura verdade. Se puder de alguma forma, me redimir do erro, colocando meu mandato a disposição das instituições que defendem a mulher e consequentemente repudiando qualquer tipo de violência contra a mulher, não tenha dúvida, que tanto o cidadão  quanto o vereador José Carneiro, estará a disposição. As pessoas não podem me julgar por um ato impensado, fui emotivo e não agi com a razão, porque quando se comete um crime, mesmo sendo meu amigo, não é digno de uma homenagem",  concluiu.

Reportagem: Luiz Santos e Hely Beltrão

4 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Gilda evangelista silvaHá 3 semanas Feira de SantanaCovarde, quer abandonar o barco depois do alto índice de desaprovação desse desgoverno, comeu, comeu agora está cuspindo no prato!!!
Dandraade Há 3 semanas Feira de SantanaLambe botas de Colbert e mais ainda de Zé do pilão,isso só vem a mostrar o nível dessa câmara, aliás, agora mudou para o lugar quase certo, teatro, melhor seria se fosse um picadeiro!!
De olho na cidade Há 3 semanas Feira de Santana Zé Carneiro teve uma fala infeliz, errou e se redimiu, pediu perdão e tenho certeza que aprendeu a lição. Eu acredito na sua fala, pq como mulher, quando precisei você me defendeu. Toda minha solidariedade a você nesse momento de muito julgamento.
A boca fala do que o coração está cheioHá 3 semanas Feira de Santana Perdeu a oportunidade de ficar calado, se tivesse usado esse UM MINUTO, e ficasse em SILÊNCIO, não falaria asneira, mas com certeza o que falou , era o que tinha no coração e na mente. Vergonhoso
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.