Segunda, 26 de Fevereiro de 2024
(75) 99168-0053
Bahia Carnaval 2024

Bloco Filhos de Ghandy recebe visita do MPBA no quarto dia do Carnaval de Salvador

Campanha de combate à importunação Sexual “Não é não”

12/02/2024 08h23
29
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
MPBA
MPBA

No domingo (11), o Afoxé Filhos de Gandhy, tradicional bloco carnavalesco composto apenas por homens, recebeu a visita da equipe do Ministério Público estadual, que levou à agremiação a campanha de combate à importunação Sexual “Não é não”, desenvolvida pela instituição. Coordenadora do Núcleo de Enfrentamento às Violências de Gênero em Defesa dos Direitos das Mulheres (Nevid), a promotora de Justiça Sara Gama destacou a importância de conscientizar os integrantes dos blocos compostos exclusivamente por homens, como uma oportunidade. “Homens conscientes se tornam parceiros”, afirmou Sara Gama, que conversou com os integrantes durante a concentração para a saída do bloco no Pelourinho. No Carnaval deste ano, o MP distribuirá 10 mil tatuagens com o slogan da campanha.

Júlio César de Araújo é natural de Brasília, e este ano realizou o sonho de sair no Filhos de Gandhy. Ele, que já teve uma filha vítima de importunação sexual, gostou de conhecer a campanha. “É muito importante que nós, homens, sejamos parceiros dessa iniciativa, ajudando a fazer do carnaval um ambiente de diversão segura para todas as mulheres”, afirmou. Além de distribuir tatuagens, os integrantes do MP levaram ao circuito da folia ventarolas, do “Não é não!”, e cartazes com o slogan do trabalho da Instituição para este ano: “Se tem respeito, tem folia. Conte com o Ministério Público da Bahia para garantir a sua alegria”. Casos de importunação sexual podem ser denunciados por meio do Disque 190 ou apresentados na Delegacia. A equipe do Nevid esteve ainda no Centro de Referência e Atenção às Mulheres no circuito Esmar, no Campo Grande, onde não houve nenhum registro de violência contra a mulher. “É um a resposta ao trabalho desenvolvido pelo MP e pelos demais órgãos da rede de proteção em parceria com as instituições públicas e privadas, um reflexo da mudança cultural que vem sendo produzida”, destacou Sara Gama.

MPBA

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.