Terça, 25 de Junho de 2024
(75) 99168-0053
Bahia Bahia

Defensores Públicos da Bahia entram em greve por valorização da categoria

Movimento destaca a importância do papel dos defensores na garantia dos direitos da população vulnerável e busca melhores condições de trabalho.

24/05/2024 12h05 Atualizada há 1 mês
Por: Heber Araujo
Marcello Fernandes
Marcello Fernandes

Defensores públicos da Bahia entraram em greve buscando a valorização da categoria. O movimento chama atenção para as condições de trabalho e a importância do papel desempenhado pelos defensores na garantia dos direitos da população vulnerável.

"Tivemos colegas que deixaram a Defensoria porque a carreira em outros lugares é melhor paga e mais respeitada", disse o defensor publico Maurício Moutinho, ressaltando a falta de valorização da carreira na Bahia.

A Defensoria Pública desempenha um papel crucial na sociedade, oferecendo assistência jurídica àqueles que não têm condições de arcar com os custos de um advogado particular. A greve, embora impacte temporariamente o atendimento à população, é vista pelos defensores como um passo necessário para assegurar que seus direitos sejam respeitados e que possam continuar a servir à comunidade com a dedicação e eficiência que a função exige.

O movimento destaca que não existe Defensoria Pública sem defensores e defensoras públicas, que diariamente usam sua energia, capacidade técnica e força de trabalho para garantir o direito daqueles que sempre tiveram seus direitos negligenciados e negados. Após muitos anos tentando negociar sem interromper as atividades, os profissionais decidiram que o descaso não pode mais continuar.

Os defensores públicos conclamam o apoio da população, especialmente daqueles que já foram assistidos pela Defensoria Pública, seja em causas coletivas ou individuais, para fortalecer a luta da classe. A valorização dos defensores públicos é vista como um fortalecimento do povo baiano, garantindo que a missão da Defensoria, assegurada na Constituição Federal, seja cumprida com o devido reconhecimento e respeito.

Ascom

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.