Quinta, 25 de Abril de 2024
(75) 99168-0053
Polícia Imprudência

Imprudência: motorista por aplicativo morre após ter o veículo atingido por carro de luxo em alta velocidade

Motorista do carro de luxo fugiu sem prestar socorro

31/03/2024 14h06 Atualizada há 3 semanas
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Foto: Rômulo D'Ávila/ TV Globo
Foto: Rômulo D'Ávila/ TV Globo

O motorista de um Porsche bateu na traseira de um Renault e matou o condutor do veículo, na madrugada deste domingo (31) na Avenida Salim Farah Maluf, no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo. De acordo com testemunhas, o veículo estava em velocidade acima do limite para a via, que é de 50 km/h. 

Segundo o boletim de ocorrência do caso registrado na Polícia Civil, o motorista do Porsche, identificado como Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, fugiu do local do acidente e é procurado. De acordo com a Polícia Militar (PM), que atendeu o caso, a mãe dele apareceu no local e disse que levaria o filho ao Hospital São Luiz do Ibirapuera, Zona Sul, porque o rapaz estava com um ferimento na boca.

Quando os policiais militares foram até ao hospital particular indicado pela mulher, para ouvir a versão do motorista do Porsche e fazer o teste do bafômetro e saber se ele estava dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, não encontraram nenhum dos dois.

Os agentes da PM ainda contaram que perguntaram sobre eles na recepção do hospital, que negou que tivessem dado entrada no lugar. Além disso, os policiais disseram que tentaram falar por telefone com Fernando, a mãe dele e seu advogado, mas nenhum deles atendeu as ligações. Um relógio do motorista do Porsche, encontrado dentro do veículo, foi apreendido pelos policiais.

O condutor do Renault, Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos, chegou a ser socorrido com quadro de parada cardiorrespiratória por uma ambulância do corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Hospital Municipal do Tatuapé. Ele era motorista por aplicativo de celular. No banco traseiro do seu carro havia mensagens sobre seu trabalho para os passageiros.

Ainda segundo o registro policial feito no 30º Distrito Policial (DP), Tatuapé, um outro rapaz, este de 22 anos, que estava no banco do carona do Porsche dirigido por Fernando, teria se ferido na colisão e foi levado numa ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital São Luiz do Tatuapé. Até a última atualização desta reportagem ele continuaria sendo atendido pelos médicos do hospital particular.

Duas testemunhas da batida entre o Porsche e o Renault, um homem e uma mulher, contaram que estavam dentro de outro veículo, um Hyundai HB20, quando viram o carro de luxo fazer uma ultrapassagem em alta velocidade e perder "o controle, colidindo na traseira do automóvel" onde estava Ornaldo.

O caso é investigado incialmente pela polícia como homicídio culposo (sem intenção de matar) e lesão corporal culposa (sem intenção de machucar) na direção de veículo automotor, além de fuga de local de acidente.

A reportagem procurou a Polícia Militar e a Secretaria da Segurança Pública (SSP) para saber se o motorista do Porsche foi encontrado, se seria indiciado e por quais crimes, mas nem a PM e nem a pasta responderam até a última atualização desta reportagem.  Fernando, sua mãe ou sua defesa também não foram localizados pela reportagem. O Porsche azul 911 Carrera GTS, ano 2023, que é do rapaz está avaliado em mais de R$ 1 milhão.

O Sandero branco EXP, ano 2017, guiado por Ornaldo custava em torno de R$ 40 mil. O automóvel ficou praticamente destruído pelo Porsche. A investigação busca câmeras de segurança que podem ter gravado a batida para analisá-las.

Fonte: G1

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.