Sábado, 20 de Julho de 2024
(75) 99168-0053
Polícia Foragido

Condenado por homicídio no estado de Alagoas é preso em Vitória da Conquista

O criminoso estava foragido há muitos anos, após fazer cirurgia plástica e utilizar documento falso

10/07/2024 08h43
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Corpin Vitória da Conquista
Corpin Vitória da Conquista

Fonte: Corpin Vitória da Conquista

Na terça (09), após várias incursões em municípios do sudoeste do Estado, equipes do CATTI (Coordenação de Apoio Técnico e Tático à Investigação) Sudoeste de Vitória da Conquista, com apoio do CATTI-CENTRAL de Jequié e Delegacia Territorial de Maracás, localizaram e prenderam o nacional A. J. S., de 65 anos, conhecido como Toinho da Barra, condenado há 22 anos de reclusão, por um homicídio na cidade de Pão de Açucar, Estado de Alagoas, ocorrido em 22 de fevereiro de 2002, em desfavor da vítima Luiz Antonio Monteiro Torres.

Toinho da Barra também foi acusado de uma chacina em 1984, na cidade de São José da Tapera, quando matou a tiros de metralhadora e espingarda calibre 12 o agricultor Givaldo Ferreira dos Santos, o advogado João Alves e o pré-candidato a prefeito Wellington Fontes.

A Polícia Civil obteve informações que o condenado havia fugido do Estado de Alagoas há várias anos, se submetido a cirurgia plástica na face, mudando sua aparência e utilizando documento falso exercendo a função de comerciante de carvão na cidade de Vitória da Conquista e região sudoeste, bem como trouxe sua família que se estabeleceu na cidade, levando um nova vida com documentos falsos.

No momento de sua prisão na cidade de Maracás, Toinho da Barra estava de posse de documentos falsos em nome de José Antônio Andrade dos Santos, se apresentando aos policiais civis com esses documentos.

Foi dado cumprimento ao mandado de prisão referente a condenação no Estado de Alagoas, bem como a autuação em flagrante pelo crime de falsidade ideológica.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.