Quinta, 25 de Abril de 2024
(75) 99168-0053
Polícia Auto de Resistência

Líder de organização criminosa resiste a prisão e morre em troca de tiros com a PF em Ibotirama

Operação realizada entre forças policiais nesta quarta (21)

21/02/2024 16h09 Atualizada há 2 meses
Por: Hely Beltrão Fonte: Conectado News
Crédito: Divulgação/PF
Crédito: Divulgação/PF

Suspeito de chefiar um esquema de tráfico de drogas, Rener Manoel Umbuzeiro, resistiu a prisão, trocou tiros com as forças policiais e morreu, durante cumprimento de mandado de prisão pela Polícia Federal nesta quarta-feira (21), em Ibotirama. Não foram divulgadas mais informações sobre a causa da morte. Ainda segundo a PF, o corpo permanecerá no município.

Participam da ação além da Polícia Federal, o GAECO/MP-BA, CIPE CERRADO e 28ª CIPM do Comando Regional Meio Oeste.

Segundo informações da PF, as investigações tiveram início em 2019, sendo realizados um total de três flagrantes, nos quais foram apreendidos mais de uma tonelada da droga, além de roças de maconha erradicadas, sendo, assim, possível identificar o responsável pela organização e toda a cadeia de lavagem de capitais. 

Todo lucro aferido pela organização criminosa era revertido em compra de bens imóveis de alto poder aquisitivo, beneficiando toda a família e seus parentes próximos que forneciam contas bancárias para tentar ocultar o rastreio do dinheiro pela Polícia Federal. Além disso, foram identificadas cinco fazendas pertencentes ao principal alvo da investigação que constam em nome de terceiros.

No total, foram expedidos sete mandados de prisão e 20 mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de contas bancárias e imóveis, que podem totalizar, aproximadamente, R$ 50 milhões, dentre eles, seis imóveis de alto padrão e cinco fazendas, localizados na Bahia e em Pernambuco.

Aproximadamente, 100 Policiais cumprem as ordens judiciais nas cidades de Salvador/BA, Feira de Santana/BA, América Dourada/BA, Morpará/BA, Ibititá/BA, Muquém do São Francisco/BA, Brasília/DF, Ibimirim/PE e São Paulo/SP.

Reportagem: Hely Beltrão, com informações da Ascom PF

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.