Terça, 24 de Maio de 2022
(75) 99168-0053
Artigo Decreto

Decreto de Rui Costa e a constituição

Por Luiz Santos

05/12/2021 13h55 Atualizada há 6 meses
Por: Ana Meire Fonte: Conectado News
Foto Jonne Roriz/VEJA
Foto Jonne Roriz/VEJA

 

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), baixou um decreto determinando que os acessos aos órgãos públicos estaduais, a exemplo de Detran, hospitais, SAC, etc., só serão permitidos mediante comprovação da vacinação contra a Covid-19. Isso porque infelizmente milhões de baianos ainda não se vacinaram, decisão pessoal que, particularmente, considero absurda, enquanto muitos morreram por falta da vacina, outros estão tendo a oportunidade de ser vacinados e preferem dizer NÃO ao invés de dizer SIM à vacina.

Mas o decreto do governador Rui Costa, salvo melhor juízo, tem um princípio de inconstitucionalidade. O artigo 196 da nossa Carta Magna que rege o País, e é maior que qualquer decreto, diz que "A Saúde é direito de todos e dever do Estado [...]

Pergunta-se: um(a) cidadão(ã) que desobedientemente resolve não se vacinar e precisar de atendimento médico, seja de urgência, emergência ou de rotina o governo da Bahia vai passar por cima  da Constituição e não atender? Caso acione a polícia vão perguntar se a pessoa está vacinada ou não? Quanto aos demais serviços ofertados pelo Estado concordo plenamente com o decreto e conclamo aos não vacinados que, independente de crença religiosa e/ou paixões políticas, façam sua parte e vacinem-se para o bem de toda  população.

Vacinar também é demostrar amor ao próximo. Só mesmo aqueles familiares dos mais de 615 mil mortos no Brasil sabem a dor que eu e milhões de brasileiros(as) sentimos por ter perdido entes queridos para a  Covid-19. Sabemos a falta que eles nos fazem.

 

 

 

Por Luiz Santos radialista e jornalista 

 

 

3 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.