Quarta, 20 de Outubro de 2021
(75) 99168-0053
Anúncio
Política impeachment

"Se for confirmado pagamento indevido Prefeito de Feira poderá sofrer impeachment", diz Fernando Torres

A afirmativa é do presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Fernando Torres

13/10/2021 21h00 Atualizada há 6 dias
Por: Ana Meire Fonte: Conectado News
Foto Ascom
Foto Ascom

Conforme noticiado no Conectado News,na última segunda feira 11,sobre a denúncia feita pelo Procurador Geral do Município, o advogado Carlos Alberto Moura Pinho, sobre o suposto crime eleitoral por parte do vereador Josse Paulo,mas conhecido como Paulão do Caldeirão (PSC). Segundo informações, Paulão teria recebido verbas publicitárias oriundas do município, no valor de quase R$ 100.000,00 mil.

De acordo com o Moura Pinho, Paulão além da devolução do dinheiro, poderá perder o mandato. Relembre aqui.

https://www.conectadonews.com.br/noticia/12691/vereador-feirense-tera-que-devolver-verbas-a-prefeitura-e-podera-perder-o-mandato

Nesta quarta feira 13,uma denúncia de crime de responsabilidade para a abertura de processo de impeachment foi  realizada contra o prefeito Colbert Martins(MDB), se confirmado o suposto pagamento indevido de verbas publicitárias ao vereador Paulão do Caldeirão (PSC). A afirmativa é do presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Fernando Torres (PSD), que, nesta  sessão de hoje  defendeu a destituição do gestor feirense caso as investigações atestem a veracidade das informações apresentadas pelo Procurador Geral do Município, Moura Pinho, em denúncia. “Se houve algum crime, foi duplo. Se houve pagamento indevido, quem pagou está mais errado do que quem recebeu”.

As informações que levaram à denúncia, no entanto, precisavam ser melhor apuradas pela Procuradoria, avalia o parlamentar. Insatisfeito com a postura do órgão, Fernando  questiona o momento em que a acusação ao vereador Paulão foi realizada - após a queixa sobre a suposta contratação de homens e mulheres para assediar vereadores da Casa e simular situações de assédio. “Porque essa denúncia não veio em fevereiro?”. Em concordância, o vereador Edvaldo Lima (MDB) acrescenta que a PGM tem a “obrigação moral de defender o município, não o prefeito”. Na opinião do parlamentar, Moura Pinho deve ser convidado à Câmara para prestar esclarecimentos sobre a situação.

Leia mais 

https://www.conectadonews.com.br/noticia/12696/qa-prefeitura-de-feira-vai-ter-que-ingressar-na-justica-para-mandar-os-sites-de-salvador-devolver-as-fortunasq-diz-vereador

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.